Errol Dunkley no Revolução Reggae 09/09/2014

10366096_710774665639019_8880728501176658464_n 10592764_710774688972350_7730408333035726073_n 10641146_710774812305671_5832765794688455495_n 10649766_710774788972340_2980419053251565963_n 10698691_710774735639012_7351609161039147955_n

A carreira discográfica de Dunkley começou em 1965, quando ele tinha quatorze anos, com “Gypsy” (um dueto com Roy Shirley) para Gaydisc rótulo da Linden Pottinger, “My Queen” (com Júnior Inglês) para Prince Buster, e “Love Me Forever” no Rio rótulo. [1] Entre 1967 e 1968 ele gravou vários singles para Joe Gibbs, incluindo “Please Stop Your Lying” (1967) e “Love Brother” (1968), antes de mudar para Coxsone Dodd em 1969. [2]

No início de 1970, juntamente com Gregory Isaacs ele formou a gravadora Museu Africano, embora Isaacs logo assumiu o controlo exclusivo da etiqueta, enquanto Dunkley formado um novo rótulo, anel de prata. Em 1972 ele se juntou com o produtor Jimmy Radway para dois de seus singles mais populares, “manter a pressão sobre” e “Black Cinderella”. No mesmo ano viu o lançamento de de Sonia Pottinger Dunkley produziu o álbum de estreia, Apresentar Errol Dunkley, que incluiu a faixa “um pouco diferente”.

Dunkley continuou a registar ao longo dos anos 1970 e no final da década de sua popularidade no Reino Unido cresceu, resultando em um avanço UK Singles Chart atingido em 1979, com “OK Fred”, uma versão cover de uma canção de John Holt-escrito, que atingiu número 11. [3] Sua liberação 1980 “Sit Down And Cry” também chegou às paradas.

Confira entrevista completa aqui na Radio Heliópolis Fm no programa Revolução Reggae

Fotos Niko Hd e edição.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *